A edição de maio do Encontros CESAP aconteceu ontem (21/05), no Salão Marquês do Paraná. O tema em discussão foi “Subjetividade em tempos de eficácia: Sobre corpos tecnologias e afetos.”.

A palestrante convidada, professora Ieda Tucherman, da Escola de Comunicação-ECO/UFRJ, durante sua fala buscou tematizar a respeito das experiências que o leitor contemporâneo estabelece no ato de leitura em relação ao corpo. Durante cerca de uma hora e meia de palestra, a pesquisadora demonstrou o quanto a corporeidade de maneira geral foi modificada desde a modernidade – que Ieda qualifica como tempos de competência – até a contemporaneidade, onde segundo a mesma vigora os tempos de eficácia, conceito que define como: “um fazer independente do saber do fazer“. Dois dos exemplos citados pela palestrante que figuram como mecanismos de reformulação da prática leitora – e da corporeidade, portanto – são o jornal industrial e o livro de bolso, até chegarmos ao tempo presente dos dispositivos digitais móveis.

A apresentação realizada pela professora Maria Isabel Mendes de Almeida, coordenadora do CESAP e Pró-reitora de pós-graduação e pesquisa da Universidade Cândido Mendes, buscou estabelecer um diálogo entre as pautas levantadas pela professora Ieda e a atual pesquisa do CESAP: Territórios Literários.

Gostaríamos de agradecer a todos que prestigiaram nosso evento.