De 25 a 27 de setembro de 2012

Coordenação: Maria Isabel Mendes de Almeida, Fernanda Eugênio & Fernanda Lima

 

O seminário “Brasil & Portugal: Jovens, Subjetividades e Novos Horizontes”, realizado de 25 a 27 de setembro de 2012 com o apoio dos Programas de Pós-Graduação em Ciência Política e Relações Internacionais (PPGPRI) e em Sociologia (PPGSOC) do IUPERJ, visou chamar a atenção para as mais recentes reorganizações nas relações entre Brasil e Portugal, que vêm se manifestando através da transformação dos perfis migratórios juvenis.

Para além dessas novas dimensões de influência recíproca, as investigações das questões jovens nos países apontam para dimensões comparativas particularmente reveladoras dos processos de subjetivação contemporâneos: em Portugal, a figura da ‘geração à rasca’, cujas perspectivas a crise econômica teria comprometido severamente, convive com a criatividade da juventude “desenrascada”; no Brasil, a “liberação como tática” e a capacidade de trabalhar “nas brechas”, reavivando o conhecido “jeitinho brasileiro” em empreendedorismos juvenis cada vez mais inventivos, convive com as ainda profundas desigualdades sociais do país.

O Seminário foi uma oportunidade para compartilhar com a comunidade brasileira de pesquisadores da temática da juventude, bem como para tornar acessível à sociedade mais ampla, as reflexões que vem sendo desenvolvidas no âmbito do convênio de cooperação científica entre o CESAP e o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, ambas instituições com ampla tradição e exxpertise no estudo das culturas jovens.

A programação contemplou um conjunto de conferências e mesas redondas no qual os pesquisadores integrantes do convênio, brasileiros e portugueses, apresentaram e discutiram as pesquisas em curso, bem como reuniram-se para lançar o livro Criatividade, Juventude e Novas Horizontes Profissionais, resultante da parceria entre o CESAP e o ICS.

A programação incluiu ainda um conjunto de Grupos de Trabalho, coordenados por pesquisadores seniores convidados, oriundos de centros de pesquisa dedicados ao estudo das culturas jovens e sediados no Rio de Janeiro. Deste modo, diversificaram-se as abordagens e as oportunidades de cruzamento de diferentes olhares e perspectivas sobre os fenômenos contemporâneos ligados à juventude, bem como tornou-se possível acolher a produção recente, apresentando um amplo painel das reflexões que vêm sendo elaboradas por estudantes de iniciação científica e pesquisadores de pós-graduação latu sensu, mestrado, doutorado e pós-doutorado.